14 de julho de 2024

365 milhões de cristãos vivem níveis elevados de perseguição

Por: Valdir Justino

De acordo com a Lista Mundial da Perseguição (LMP) 2024, divulgada esta semana pela Missão Portas Abertas, referentes ao ano de 2023, 365 milhões de cristãos, equivalentes a um em cada sete no planeta, enfrentaram elevados níveis de perseguição religiosa.

A pesquisa aponta que 4.998 cristãos perderam a vida em ataques relacionados à fé; sendo que esse número provavelmente é ainda mais elevado devido a muitos casos não relatados. Destaca-se o aumento significativo de sete vezes nos ataques a igrejas, escolas cristãs e hospitais, que passaram de 2.110 em 2022 para 14.766 em 2023.

Os cristãos que foram espancados ou ameaçados também apresentaram um aumento, passando de 29.411 casos relatados em 2022 para 42.849 em 2023. Os ataques a residências tiveram um crescimento alarmante de 371%, passando de 4.547 em 2022 para 21.431 em 2023. Além disso, o número de cristãos forçados a abandonar suas casas ou a se esconderem mais do que dobrou, aumentando de 124.310 para 278.716.

O secretário-geral da Portas Abertas no Brasil, Marco Cruz, destaca que a LMP 2023 reflete o que tem ocorrido no cenário internacional, ressaltando o crescimento da violência, guerras, fome e perseguição étnica e religiosa. Ele sublinha que a organização utiliza essas informações para trabalhar e apoiar de forma efetiva os cristãos perseguidos.

A pesquisa também destaca que a perseguição extrema atinge agora 13 países, dois a mais do que na LMP 2023. Síria e Arábia Saudita entraram para essa categoria, mantendo as posições, mas com um aumento na pontuação, evidenciando um nível extremo de perseguição.

A LMP 2024, que utiliza dados de trabalhadores de campo da organização Portas Abertas, suas redes nacionais, especialistas externos e analistas de perseguição, é certificada pelo International Institute for Religious Freedom.

Por: Leiliane Lopes

COMPARTILHE ESSA NOTÍCIA:

Facebook
Twitter
LinkedIn