12 de julho de 2024

STF livra TV Globo de pagar multa milionária a ex-funcionário

Por: Valdir Justino

Ministro do STF Luiz Fux Foto: Rosinei Coutinho/SCO/STF

Decisão favorável à emissora foi expedida pelo ministro Luiz Fux

Marcos Melo –

Graças ao Supremo Tribunal Federal (STF), a Globo conseguiu se livrar de uma condenação no valor de R$ 3,5 milhões em favor de Euclydes Marinho, ex-funcionário da empresa, que atuou na emissora por 41 anos.

A decisão do Tribunal Regional do Trabalho do Rio de Janeiro, que previa o pagamento de multa ao novelista, foi derrubada pelo ministro Luiz Fux e não cabe mais recurso.

Para Fux, não havia elementos que favorecessem a reivindicação trabalhista de Euclydes. Na primeira instância, a Globo saiu vitoriosa, mas a defesa do autor recorreu e conseguiu a condenação da Vênus Platinada em R$ 3,5 milhões.

O magistrado do STF citou em sua sentença que o Supremo já havia derrubado condenações contra o SBT por ações movidas por Rachel Sheherazade e Hermano Henning, que atuaram na emissora de Silvio Santos por anos.

Euclydes Marinho ajuizou uma ação contra a Globo após ser dispensado pelo canal. Ele relatou que o contrato de exclusividade o impedia de ter outros ganhos, realizando trabalhos fora da emissora, como no cinema e no teatro.

A Globo o contraditou afirmando que o autor foi liberado algumas vezes para obras como Primo Basílio (2007) e Se Eu Fosse Você 2 (2008), ambas no cinema, e Shirley Valentine (1991).

COMPARTILHE ESSA NOTÍCIA:

Facebook
Twitter
LinkedIn