14 de julho de 2024

Jogo do Tigrinho: Enfermeira que sumiu por dívidas confirma vício

Gabriely Sabino ficou desaparecida por uma semana após contrair dívida de R$ 20 mil

Por: Valdir Justino

Texto: PN

A enfermeira Gabriely Sabino, de 23 anos, admitiu que desapareceu para fugir de dívidas que contraiu por causa do Jogo do Tigrinho e definiu como “vício” a sua relação com o caça-níquel online. Em entrevista ao SBT, ela disse que joga há cerca de dois anos e decidiu fugir por medo das dívidas que contraiu. O valor chegou a R$ 20 mil.

Formada em enfermagem desde o ano passado, a jovem mora com os pais em Piracicaba, no interior de São Paulo, e procurava emprego na área enquanto trabalhava em uma padaria. Ela conheceu o jogo por meio de influenciadores digitais.

– Você vê os influenciadores jogando, ganhando, e você quer ganhar também. E falam que eles não tinham nada, mas começam a ter uma qualidade de vida melhor. E você quer ter isso também para você. E aí comecei a jogar – disse Gabriely à emissora.

– É um vício. Quanto mais [dinheiro] você coloca [na plataforma do jogo], mais você quer pôr para ver se tem um retorno maior – afirmou.

De acordo com a enfermeira, ela chegou a ganhar dinheiro algumas vezes na plataforma, o que a motivou a sempre tentar novos ganhos, mesmo quando perdia.

– Quando você vê, está perdendo, mas aí você quer pôr de volta. Vai virando uma bola de neve. Na hora que você se vê, está perdendo tudo e continua jogando.

De acordo com o advogado de Gabriely, ela teve quadros de ansiedade e depressão.

– Você pensa: “Eu tenho aquela conta para pagar, mas se eu jogar, vou ganhar para pagar e ainda vai sobrar” (…) Você joga e perde. Quando vê, foi o seu pagamento todo.

A família não sabia sobre suas dívidas e ela se sentia envergonhada em revelar a situação para seus pais. Segundo sua mãe, com quem o Estadão conversou, eles sabiam que Gabriely já tinha usado o Jogo do Tigrinho e ganhado algumas vezes, mas não sabiam que ela estava viciada.

A enfermeira contou que chegou a pegar dinheiro com agiotas e pediu o cartão de crédito emprestado à cunhada. Quando viu que a situação era grave, ao chegar ao montante de cerca de R$ 20 mil em dívidas, ficou com medo e decidiu fugir para a casa de uma conhecida – uma idosa, em Campo Grande. Foi lá que ela ficou durante os sete dias em que permaneceu desaparecida.

A enfermeira não revelou a identidade da mulher que a abrigou, mas disse que ela a ajudou e a incentivou a procurar seus pais após a repercussão do seu desaparecimento na mídia.

– Fiquei assustada – disse ela, ao comentar a exposição que seu caso ganhou.

O pai de Gabriely disse que enviou dinheiro para que a filha comprasse uma passagem aérea para São Paulo e a buscou em Guarulhos, na Região Metropolitana da capital paulista. Ele disse que está conversando com os credores da filha e pagando, aos poucos, o que ela deve.

– Estou correndo atrás para ter paz, ter minha filha de volta e eliminar isso [o jogo] da vida – afirmou Luiz Henrique Sabino.

– Todo mundo que joga, que vê isso aí, isso é ilusão – alertou o pai.

COMPARTILHE ESSA NOTÍCIA:

Facebook
Twitter
LinkedIn