12 de julho de 2024

Estadão: Jornalista cita ativismo judicial e forte politização do STF

Por: Valdir Justino

Plenário do STF Foto: Rosinei Coutinho/SCO/STF

Texto de Carlos Alberto Di Franco foi publicado nesta segunda-feira

Pleno.News –

Nesta segunda-feira (19), o jornalista Carlos Alberto Di Franco publicou no Estadão um texto no qual citou o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Alexandre de Moraes, e a Operação Tempus Veritatis, que foi deflagrada pela Polícia Federal (PF), no último dia 8, contra aliados e ex-ministros do governo do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL).

Na publicação intitulada Golpismo – espetáculo versus respeito à lei, Di Franco destacou que o Brasil foi “sacudido por mais uma ação espetacular desencadeada pela Polícia Federal por decisão do ministro Alexandre de Moraes”.

– O ativismo judicial, a forte politização do STF, o excesso de protagonismo (inclusive fora dos autos) e certa dose de messianismo justiceiro, sempre em nome de uma boa causa, acabam comprometendo a credibilidade das decisões e a imagem pública da Corte – diz o texto.

O jornalista defendeu ainda que o país “precisa recuperar a tranquilidade e a segurança jurídica”.

– Não podemos ter medo de pensar e de opinar. A liberdade de expressão, cláusula pétrea da Constituição, não pode estar submetida aos fervores punitivos dos que se consideram donos da Nação. Ninguém pode ser considerado culpado até prova em contrário. E não só as provas precisam ser seguras e confiáveis, como aos suspeitos deve ser garantido o amplo direito de defesa – defendeu.

Para Carlos Alberto, “o STF precisa atuar com cautela”.

COMPARTILHE ESSA NOTÍCIA:

Facebook
Twitter
LinkedIn