14 de julho de 2024

Em 2023, governo gastou R$ 6,8 milhões em pesquisas de opinião

Por: Valdir Justino

O Palácio do Planalto desembolsou R$ 6,8 milhões no ano de 2023 com a realização de pesquisas de opinião pública sobre o governo. A quantia em questão foi paga ao Instituto de Pesquisa de Reputação e Imagem (Ipri), integrante do grupo FSB Comunicação, que possui um contrato com a Secretaria de Comunicação Social da Presidência (Secom) de R$ 75 milhões.

De acordo com o site Poder360, os dados encomendados pelo governo teriam mostrado resultados mais positivos para o governo Lula do que levantamentos similares divulgados recentemente pelas principais empresas de pesquisa do país.

O contrato do Ipri com a Secom é de R$ 11,9 milhões e vale até o próximo dia 31 de março. Apesar de ter entrado em vigor no dia 31 de março de 2022, não houve registro de pagamentos para o instituto no primeiro ano do acordo, nem em 2024.

LEVANTAMENTO DESTOA DE OUTRAS PESQUISAS
A pesquisa mais recente divulgada pelo Ipri em relação ao governo federal indicou que 62% dos brasileiros avaliavam positivamente o trabalho da gestão de Lula enquanto outros 29% a reprovavam. A pesquisa foi realizada de 6 a 30 de janeiro de 2024, com 21.515 entrevistas domiciliares nas 27 unidades da Federação.

O índice, porém, destoa consideravelmente de outras pesquisas similares divulgadas por institutos brasileiros. A pesquisa Atlas Intel divulgada nesta quinta-feira (7), por exemplo, indicou que 47% dos brasileiros aprovavam o presidente. Um dia antes, o levantamento da Genial/Quaest, apontou que o índice de aprovação era de 51%.

Por: Paulo Moura

COMPARTILHE ESSA NOTÍCIA:

Facebook
Twitter
LinkedIn