23 de julho de 2024

Para justificar resultado péssimo nas contas, Lula usará Rio Grande do Sul

Partido lembrou que as contas públicas já estão ruins desde o ano passado

Por: Valdir Justino

Lula ao lado do ministro da Fazenda, Fernando Haddad Foto: EFE/ Andre Borges

O partido Novo fez uma série de publicações, nesta segunda-feira (13), em seu perfil na rede social X, nas quais sugeriu que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) usará a tragédia climática ocorrida no Rio Grande do Sul como narrativa para “justificar o péssimo resultado nas contas públicas dos próximos anos”. Em 2023, o Brasil teve o pior rombo desde 2020.

– O governo Lula vai usar a tragédia no Rio Grande do Sul para justificar o péssimo resultado nas contas públicas dos próximos anos. Não esqueça: as contas já eram insustentáveis desde o ano passado. O auxílio prometido aos gaúchos ainda é discreto – disse o partido.

Em uma das postagens, a legenda diz que a “reconstrução do Rio Grande do Sul vai demandar muito trabalho e investimentos” e que, por isso, “cuidar das contas é tão importante”. O Novo ressalta ainda que “se o governo cortasse os gastos desnecessários, não teria dificuldade de investir no que é essencial: ajudar os gaúchos nesta emergência”.

– Aumento para juízes, Fundo Eleitoral, Lei Rouanet. Tudo isso custa caro e esse dinheiro faz falta. O governo que desperdiça com o supérfluo deixa faltar o essencial – completou a sigla.

No ano passado, o primeiro da terceira gestão de Lula, o setor público teve um rombo consolidado de R$ 249 bilhões, de acordo com dados divulgados pelo Banco Central. Esse foi o pior resultado das contas públicas desde 2020, ano da pandemia.

COMPARTILHE ESSA NOTÍCIA:

Facebook
Twitter
LinkedIn