18 de julho de 2024

Moraes deixará a presidência do Tribunal Superior Eleitoral

Ministro será substituído por Cármen Lúcia

Por: Valdir Justino

DF - ALEXANDRE DE MORAES PL/FAKENEWS - POLÍTICA - Foto, Ministro Alexandre de Moraes. Nesta terça (25) o presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) , ministro Alexandre de Moraes, vai à Câmara e Senado Federal para entregar as propostas do TSE ao PL das fakenews. 25/04/2023 - Foto: TON MOLINA/FOTOARENA/FOTOARENA/ESTADÃO CONTEÚDO

O ministro Alexandre de Moraes deixará de presidir o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) em 3 de junho. O magistrado será substituído pela ministra Cármen Lúcia, que passará por uma eleição simbólica na Corte nesta terça-feira (7). Portando, caberá a ela comandar as eleições municipais de 2024.

Já a vice-presidência deverá ser ocupada por Kassio Nunes Marques, uma vez que a ordem é decidida de acordo com a ordem de antiguidade dos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) no Tribunal Eleitoral.

Além de deixar a presidência, Moraes também deixará a Corte, sendo substituído pelo ministro André Mendonça, que atualmente está como substituto.

Alexandre de Moraes é integrante titular do TSE desde 2020 e presidente a partir de agosto de 2022. Sua passagem pelo comando do tribunal foi marcado pela eleição mais polarizada desde a redemocratização. O pleito de 2022 acabou levando Luiz Inácio Lula da Silva (PT) ao seu terceiro mandato como presidente da República.

COMPARTILHE ESSA NOTÍCIA:

Facebook
Twitter
LinkedIn