19 de julho de 2024

Acusado pela ex, filho de Lula já fez post homofóbico: “Monte de gay”

Acusado pela ex-mulher de agredi-la física e psicologicamente, Luís Cláudio, filho de Lula, já fez postagem homofóbica sobre time de futebol

Por: Valdir Justino

Acusado pela ex-mulher de agressão física e psicológica, o empresário Luís Cláudio Lula da Silva, filho do presidente, já fez uma postagem homofóbica quando atuava como preparador físico do Corinthians. Na ocasião, escreveu sobre um jogo entre São Paulo e Monterrey [time mexicano] pela Copa Libertadores da América: “Olha, contaram uma piada para mim.. eu não achei graça mas vou passar: Amanhã tem Monterrey contra um monte de gay… que pecado rsrs”.

A publicação no Twitter foi em 2010, mas voltou a chamar a atenção após o boletim de ocorrência registrado pela psicanalista Natália Schincariol no início do mês. A Justiça concedeu medida protetiva em favor da médica e proibiu Luís Cláudio de citar o nome dela na internet. O empresário nega que tenha agredido a ex-companheira.

Natália Schincariol e o empresário Luís Cláudio, filho do presidente Lula
Natália Schincariol e o empresário Luís Cláudio, filho do presidente Lula Reprodução
Lula
Lula e Natália. A psicanalista apoiava o petista antes de entrar para a família Instagram/Reproduçã
Luís Cláudio Lula Corinthians
Luís Cláudio atuou no Corinthians entre 2009 e 2010 Reprodução

Após a repercussão negativa da postagem sobre o São Paulo Futebol Clube, o filho de Lula pediu desculpas na mesma rede social. “Não entendi a ira de alguns comigo.. não fui eu que fiz a piada… eu nem entendi ela.. por isso contei aqui. Boa.. fiz uma piada.. quero pedir desculpas a quem não aceitou”, escreveu na ocasião.

Luís Cláudio iniciou sua carreira como preparador físico nas categorias de base do São Paulo e passou pelo Palmeiras antes de ser contratado pelo então presidente do Corinthians, Andrés Sanchez, para compor a equipe técnica de Mano Menezes em 2009.

O filho de Lula deixou o Corinthians em julho de 2010 alegando não haver espaço no clube para se tornar treinador. Retornou em 2011, dessa vez como empresário de marketing esportivo com sua empresa recém-criada, a LFT. Sua função era prospectar patrocínios para o clube paulista, com salários de R$ 20 mil mensais. A parceria durou até 2013.

Versões

No início deste mês, Natália Schincariol registrou boletim de ocorrência contra Luís Cláudio. À polícia, a psicanalista relatou ter sofrido agressões físicas e psicológicas, chegando a ser hospitalizada com crises de ansiedade.

A Justiça concedeu medida protetiva em favor da médica, impedindo o filho de Lula de se aproximar ou manter qualquer tipo de contato com a ex-namorada. O PT não se manifestou oficialmente sobre o caso. Em nota enviada à coluna, a advogada de Luís Cláudio, Carmen Tannuri, negou as acusações.

“Tomamos conhecimento das fantasiosas declarações que teriam sido proferidas pela médica, atribuindo ao nosso cliente inverídicas e fantasiosas agressões, cujas mentiras são enquadráveis nos tipos dos delitos de calúnia, injúria e difamação, além de responder por reparação por danos morais, motivos pelos quais serão tomadas as medidas legais pertinentes”, declarou a advogada.

COMPARTILHE ESSA NOTÍCIA:

Facebook
Twitter
LinkedIn